Saltar navegação

Hardware

O hardware de medição Equator™ inclui sistemas, comandos e kits de apalpadores.

Sistema Equator

Animação Equator 500 EH com EQ300

O medidor Equator:

  • é construído com um mecanismo cinemático paralelo, que possui alta rigidez para assegurar excelente repetibilidade em altas velocidades de operação;
  • é uma construção leve mas robusta;
  • é capaz de medir geometrias para a análise completa da característica, utilizando a funcionalidade de escaneamento rápido e repetível do apalpador SP25;
  • plug and play – instalação rápida, requer apenas uma conexão monofásica, sem necessidade de ar comprimido.

Comando

Comando Equator

O comando Equator é um comando de máquina versátil, capaz de conduzir o sistema Equator com alta velocidade e alta repetibilidade.

Ele permite o controle da máquina em tempo real para funcionar junto com a interface do software de metrologia.

Ele também utiliza o comprovado software UCC para permitir a fácil preparação e utilização do sistema, e implementa o poderoso protocolo de comando I++.

Kits de apalpador SP25M

Kits de apalpador SP25M

Este apalpador de escaneamento analógico de 3 eixos de padrão industrial captura um mil pontos de dados por segundo. O escaneamento rápido e repetível permite que os sistemas Equator meçam e analisem a forma de características complexas.

Medidor Equator – um sistema cinemático paralelo não cartesiano

A estrutura do sistema Equator, na forma de um mecanismo cinemático paralelo, permite melhorar a repetibilidade, reduzir os efeitos inerciais e o consumo de energia, quando comparada com as estruturas cartesianas tradicionais utilizadas em máquinas-ferramenta e máquinas de medição por coordenadas.

Sistema de medição Equator 300

O princípio, construção e operação de um medidor de Equator é muito diferente das tradicionais estruturas cartesianas, que possuem três eixos X, Y e Z mutuamente ortogonais. Estas estruturas normalmente se baseiam em grandes eixos de granito ou fundidos pesados para garantir a rigidez que é crítica para a repetibilidade.

No entanto, a própria pesada estrutura pode introduzir barreiras para a repetibilidade, sendo histerese a mais importante. A histerese é definida como o atraso que ocorre entre a aplicação e a remoção de uma força, resultando em uma distorção da estrutura.

Eixos pesados dificultam operações rápidas; estas estruturas estão sujeitas a forças inerciais maiores que as estruturas leves quando sob aceleração. É necessário mais potência para produzir a mesma aceleração, e esta não é uma relação linear - isto conduz a um limite prático de quão rápido uma estrutura cartesiana pode se mover mantendo precisão suficiente. Deflexões inerciais resultam em movimentos invisíveis que se manifestam como erros de medição.

No sistema de medição Equator, três alavancas de acionamento linear são montadas em três juntas universais na parte superior da estrutura. A extremidade oposta de cada alavanca está conectada diretamente à plataforma do apalpador, de modo que o apalpador de medição não está distante dos eixos que o acionam. Os motores posicionam as alavancas, e sua montagem articulada implica que elas permanecem somente sob tensão e compressão, sendo a flexão eliminada.

Com leitores lineares montados sobre a alavanca de acionamento, a leitura do leitor é fornecida do mesmo ponto em que é acionado. Todos estes elementos são agregados a um sistema com movimento "invisível" virtualmente zero na estrutura, o que é comprovado pela consistente repetibilidade comparativa. As orientações das três alavancas lineares, chamadas de eixos P, Q e R, são convertidas para os eixos X, Y e Z convencionais por intermédio de algoritmos matemáticos em segundo plano. Isto permite que os comandos de movimentos X, Y e Z sejam enviados a partir do software de programação.

Mais informações