Saltar navegação

Seleção de pontas para inspeção

Algumas regras simples podem ser aplicadas para maximizar a exatidão da maioria das aplicações com apalpadores.

Selecione a ponta ideal para maximizar a exatidão

Ao selecionar pontas genuínas Renishaw da nossa abrangente linha, você pode ter certeza que o projeto e os materiais das suas pontas serão otimizados.

No entanto, a configuração da ponta selecionada pode afetar de forma significativa a exatidão das suas medições.

Terminologia

Terminologia das ponta

A = diâmetro da esfera

B = comprimento total

C = diâmetro da haste

D = comprimento de serviço efetivo

Comprimento total

A Renishaw utiliza uma descrição padrão para o comprimento total, medido da face de montagem traseira da ponta até o centro da esfera.

Comprimento de serviço efetivo (EWL).

Este é medido do centro da esfera até o ponto em que a haste irá encostar na peça ao medir perpendicular em relação à peça.

Regras para selecionar uma ponta

Algumas regras simples podem ser aplicadas para maximizar a exatidão da maioria das aplicações com apalpadores.

Mantenha a ponta curta

Quanto mais uma ponta flexiona ou deflete, menor é a exatidão. A medição com comprimento mínimo da ponta é a melhor opção para sua aplicação.

Minimize as articulações

Toda vez que pontas e extensões são conectadas, pontos de flexão e desvio em potencial são introduzidos. Tente, sempre que possível, minimizar o número de peças de sua aplicação.

Utilize a maior esfera possível

Há várias razões para isto:

  • maximiza a distância esfera/haste, reduzindo as chances de falsa ativação causada pelo desvio da haste da ponta e aumenta o "EWL";
  • uma esfera maior permite um diâmetro de haste maior, aumentando a rigidez da ponta;
  • a esfera de rubi maior reduz o efeito do acabamento superficial da peça a ser inspecionada.

O "EWL" também pode ser afetado pelas tolerâncias de montagem. Por este motivo, as pontas Renishaw são montadas com padrões exatos em condições controladas.